Segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

PORTO > TRADICIONAL > Restaurante-Bar CLUBE 21

Clube21_1.jpg

Clube21_2.jpg

O Clube 21, é um restaurante e bar, que mora desde os anos 70 numa zona emblemática do Porto, o Foco (Rua Afonso Lopes Vieira – 162).

 

Com uma decoração clássica com um espírito inglês, está aberto durante toda a semana a partir da hora de almoço até às 2 da manhã, o que o torna o seu serviço transversal às necessidades dos seus clientes: almoço, “lanche”, jantar e bar.

 

Com boa frequência e estilo familiar, nomeadamente ao almoço e ao jantar, é também um local de referencia no Porto para beber uma cerveja com amigos ou comer um prego em pão fora de horas.

 

Partindo da reconhecida especialidade que é o rosbife à inglesa, a carta é eclética indo desde os pratos do dia como o cozido à portuguesa, as tripas à moda do porto, a feijoada à transmontana, a massa à lavrador, até às pataniscas de bacalhau ou filetes do mesmo, passando pelo bife picado.

 

A garrafeira não muito diferenciada, mas honesta na oferta, o que é um bom ponto de partida.

 

CONFISSÃO*****

 

Este é um dos casos mais fáceis para mim de descrever, porque é a casa de boa comida que mais vezes por semana sento as minhas pernas debaixo da mesa.

 

E não é por acaso, é porque têm uma grande qualidade em tudo o que fazem, patroneados por José Carlos Alves, para além de um serviço muito profissional e atento do  Sr. João, homem limiano com grande arte e experiencia neste ofício.

 

As razões para vir ao 21 são muitas e boas. À sexta-feira, um magnífico cozido à portuguesa, que tenho poucas dúvidas em afirmar que é um dos melhores da cidade. À quarta-feira, as nossas portuenses tripas, muito bem trabalhadas, sem aquele molho pesado que algumas têm e com tripas qb a acompanhar o feijão. O bife picado, feito nesta cozinha, muito bem confecionado também é uma boa opção para quem não lhe apetece um dos pratos diários. E o famoso rosbife, de boa fama e justificada, também é uma referencia gastronómica nesta arte com qualquer concorrente que apareça. Muito fino, quase fiambre, acompanhado por umas magníficas batatas fritas caseiras, que fazem feliz qualquer bom comensal.

 

Quanto às sobremesas, vão desde um bolo de chocolate tipo brigadeiro até a um bolo de bolacha semi-frio muito agradável para fechar em beleza a refeição.

 

O investimento numa refeição nesta boa casa é justo, tendo em conta a qualidade da matéria-prima e da cozinha que a trabalha. Os pratos do dia valem em média 9,50€ e o rosbife um pouco mais. Significa que em média o valor de referência não ultrapassa os 15€, e se formos para o rosbife um pouco mais de 20€.

 

Enfim, este é para mim um bom caso sério de uma grande casa de comida no porto, que junta a boa gastronomia a um serviço muito competente e um ambiente muito agradável de se estar. Sem dúvida, uma das minhas eleitas. Bem hajam!


publicado por Epicurista Portuense às 01:17
link do post | comentar | favorito
Antonio José Barros
Um Blog de prazeres profundos, mesmo que por vezes muito simples...


Pesquisa

 

Tags

todas as tags

Arquivos

Março 2016

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Novembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Ligações

Visitas

Subscrever feeds